Os números de 2011

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

Um bonde de São Francisco leva 60 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 1.300 vezes em 2011. Se fosse um bonde, eram precisas 22 viagens para as transportar.

Clique aqui para ver o relatório completo

Divinópolis conta a corrupção – Parte II – Ação nas ruas da cidade

O protesto “Divinópolis contra a corrupção” começou no horário marcado. As 14h00, cerca de 40 pessoas estavam reunidas na Praça da Catedral como combinado e divulgado via Facebook e outras redes sociais. Da imprensa local, estavam apenas a TV Alterosa, a TV Candidés e o fotógrafo Chrystiam Lima, que fizeram o registro da manifestação.

Foto: André Camargos

Praça da Catedral. Antes do início da passeata.

Os organizadores do evento deram início expondo alguns fatos que aconteceram não só em Divinópolis, mas em todo o nosso país.

Foto: André Camargos

Praça do Santuário. Usando um megafone, um dos organizadores do movimento deu início ao protesto.

Depois foi aberto para os participantes fazerem as suas manifestações diante de um megafone. Após cantarem o hino nacional, foi iniciada a passeata. Folhetos sobre o movimento foi distribuído para as pessoas que na rua estavam e presenciavam a passeata. Algumas pessoas olhavam assustadas, outras de forma que aprovavam tal manifestação. Algumas buzinas ajudaram no decorrer do percurso.

Foto: André Camargos

Rua Goiás. As pessoas que estavam no ponto de ônibus observam a passeata.

Os manifestantes, alguns com placas, cartazes e máscaras, andaram do início da Av. Primeiro de junho, passando pela Rua Goiás, Av. Sete de Setembro, Rua São Paulo, chegando ao ponto final: A Praça do Santuário. Local em que foi discutido o motivo da importância de movimentos como o “Divinópolis contra a corrupção”.

Veja abaixo mais fotos do protesto:

Foto: André Camargos

"Pelo uso correto do dinheiro do povo! Punição severa aos corruptos e corruptores". Esse era os dizeres estampado na faixa preta.

Foto: André Camargos

Rua Goiás esquina com Av. Antônio Olímpio de Morais.

Foto: André Camargos

Rua Goiás esquina com Av. 21 de abril.

Foto: André Camargos

Chegada na Praça do Santuário.

Foto: André Camargos

Praça do Santuário. Ponto final da manifestação, mas não para ressaltar a importância de lutar pelos direitos por um país sem corrupção.

Essa manifestação é um bom exemplo de como as atitudes do mundo virtual podem ir para as ruas. Os diretos podem ser reivindicados de forma passiva. Se resolverá alguma coisa, não sabemos dizer. O que se pode afirmar é que mesmo com todo o comodismo existente nos dias atuas, ainda existem pessoas que vão atrás de seus ideais. Aliás, essas pessoas foram as ruas hoje, e lutaram pelo direito de todos, inclusive, pelo bem de você, que ficou em casa sentado no sofá.

Até a próxima postagem.